A Caça Como Fonte De Complementação De Renda.

Imagem extraída do site: http://codigodacultura.files.wordpress.com
     Desde tempos remotos a caça é a forma mais básica de garantia de vida do ser humano, porém com o avanço da sociedade esta prática vem se tornando atípica para a maioria dos povos, chegando a ser mal vista por alguns que entendem não mais haver a necessidade desta forma de obtenção de alimento.
     Esta interpretação é fruto de um longo processo de acomodação e alienação do qual conforme houve a evolução da sociedade facilitou-se algumas situações, como por exemplo a obtenção de alimento, assim sendo é compreensível que se imagine que não seja necessária a prática da caça, bem incorre em erro quem assim pensa pois se olharmos além de nossa própria situação, perceberemos que a sociedade não evoluí de forma homogênea existindo assim, lugares em que o acesso a certas regalias do mundo moderno é bem restrito.
     Já faz tempo que podemos ir ao supermercado e encher o carrinho de carne, a qualquer hora do dia ou da noite, esta verdade é no mínimo relativa, no sentido de que ainda hoje existem pequenas cidades, povoados, vilarejos, agrupamentos, etc…  e nestes é escassa ou inexiste a figura do comércio de bens industrializados.
     Além do que, sabemos bem das diferenças econômicas de nossa sociedade, e não podemos obrigar uma pessoa que recebe 550,00(quinhentos e cinquenta) reais por mês, às regras de consumo dos que gozam de melhor remuneração. No capítulo segundo intitulado DOS DIREITOS SOCIAIS encontramos o Art. 6º que diz:
“São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 64, de 2010)
     Como poderia um trabalhador sujeito a remuneração mensal de um salário mínimo, conciliar todos estes direitos? Imaginem que um trabalhador receba 500 (quinhentos) reais mensais – depois de descontado FGTS e tudo mais-, e que este mesmo trabalhador gaste 50 (cinquenta) reais de carne/peixe, por mês, para a alimentação de seus dependentes, isso representaria 10% do patrimônio mensal daquele trabalhador, acrescente materiais de limpeza, despesas de condução, compra dos itens da “cesta básica”, custos de moradia, etc… O que sobra para o lazer? O que sobra para a saúde?
     Não estamos defendendo que com a regulamentação da caça todos os problemas do País desapareçam, mas estamos mostrando que, uma vez regulamentada a caça no país, as pessoas teriam a opção de buscar in natura uma forma de economia e complementação de seu patrimônio laboral, bom exemplo disso seria a obtenção de carne para a família e a venda do couro do animal abatido, serviços de taxidermia, valorização da indústria armamentista, turismo interestadual, turismo intermunicipal.
     O que trás renda para o homem, é protegido pelo homem, frase repetitiva e bem verdadeira. Tenho um tio que diz:
“Vacas nós temos milhares, agora os mico-leões contamos nos dedos!”
     Bem, esses são alguns pontos que gostaria de compartilhar, sintam-se a vontade para descordar, não é meu objetivo que as pessoas aceitem e entendam meu ponto de vista, até por que assim como vocês sou passível de erros e falhas.
Anúncios
Categorias: Off Topic (Fora de Tópico) | 2 Comentários

Navegação de Posts

2 opiniões sobre “A Caça Como Fonte De Complementação De Renda.

  1. docrdm

    Parabéns…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: